Blog.

Diário de desenvolvimento de uma plataforma.

Pontos altos, marcos importantes e notas do desenvolvimento e promoção da NetCar.

Experimentamos o MINI Cooper S E Countryman. Um Híbrido bi-polar

Experimentámos o MINI Cooper S E Countryman.

Foi um teste de 2 dias e o carro foi-nos cedido pela BMCar. É a concessão oficial das marcas MINI e BMW em Braga, Viana do Castelo e Póvoa de Varzim, mas é uma referência das 2 marcas em todo o Norte do país.

MINI Cooper S E Countryman. Instalações da BMCAR em Braga

MINI Cooper S E Countryman. Instalações da BMCAR em Braga

Escolhemos esta concessão pois é fácil tratarmos de qualquer assunto com eles. Por exemplo, se criar um pedido de proposta na Netcar para um modelo BMW ou MINI,  o mais certo é que a BMCar esteja presente na sua sala. Fazemo-lo porque sabemos que, independentemente da distância, o mais certo é que fique satisfeito. A concessão vai ter vontade e flexibilidade para resolver qualquer assunto que surja e nós sabemos como isso é importante para quem compra um carro.

Este MINI é o segundo carro híbrido que experimentamos e não deixou de surpreender. Em primeiro lugar dois aspectos do carro que não são propriamente uma surpresa: (1) a qualidade de construção. Na nossa opinião, muito superior relativamente à geração anterior. (2) o feeling de conduzir um MINI. É uma sensação que poucos carros conseguem oferecer, e o MINI é um deles.

Depois, relativamente a esta versão híbrida, optámos pela metodologia de teste semelhante ao do teste anterior, até para podermos comparar mais facilmente.

Este carro tem uma autonomia superior ao carro do nosso teste anterior (Mercedes 350e), cerca de 40 Kms. Por exemplo, para o meu percurso diário isso é importante. Todos os Kms contam. Aliás, confesso que se fizesse cerca de 50 Kms era o ideal.

Mesmo assim, foi uma experiência excelente. Fiz o meu percurso normal, partindo perto do Aeroporto pela VRI, Matosinhos, Montevideu, Av. Brasil até ao Passeio Alegre e regressando depois pela Marechal, AEP e A28. Há aqui partes do percurso em que, a partir dos 90 Km/h, o MINI não ‘aguenta’ o eléctrico, mas a média que fizemos foi 2,2 L.

MINI Cooper S E Countryman. Consumos de 2.2 L em circuito misto

MINI Cooper S E Countryman. Consumos de 2.2 L em circuito misto

A potência total de 224 CV é generosa e o comportamento do carro convida-nos a fazermos uso deles. O Countryman é um carro ‘grande’ e alto, mas tem um comportamento fiável e vem com um modo Sport que vai alterar a direcção e a sensibilidade do acelerador.

Fizemos um percurso semelhante, de cerca de 140 Kms usando AE e cerca de 25-30 Kms em urbano. Usamos o modo ‘Save’, em parte do percurso,  para podermos carregar a bateria, mas demorou-nos muito tempo. Carregamos apenas 50%. Uma nota prévia: Parte do nosso percurso incluía a A32, para Sul, e esta AE é péssima para fazermos médias. Sobe e desce como uma montanha russa. Subir a 140 Km/h com inclinações de 6-8% não serve os interesses dos consumos. Por isso, regressamos pela A29 mas não conseguimos fazer melhor do que 6,5 L. Depois de entregar o carro na concessão, percebi que podia ter usado o modo ‘Sport’ pois isso iria ajudar no carregamento e poderia fazer baixar o consumo médio, permitindo-nos passar para e-mode mais cedo.  Fica a nota mas já não fomos a tempo de testar esta opção.

Ninguém melhor que o David Rodrigues, embaixador MINI da BMCar para nos fazer uma breve apresentação deste carro.

Outros links relacionados:

Este carro é muito procurado pelas empresas devido aos benefícios fiscais. Conheça as vantagens fiscais em vigor

Comentários

  1. […] Veja o nosso teste à Mercedes-Benz C350e – Conheça aqui a nossa opinião acerca do MINI Híbrido. – Sabe quais são as vantagens fiscais associadas à compra de um híbrido ou […]

Posts recentes

Conduzimos o VW Arteon 2.0 TDI Biturbo

O Arteon é uma proposta bastante interessante que tenta “competir” num campeonato dominado pelo BMW Série (...)

Quanto a vale a Mercedes Classe X num segmento dominado pelas japonesas? Esqueçam as Pick-ups, agora chamam-se SUTs

Já não se vendem pick-up como vendiam. No início, eram apenas carros de trabalho, brutas e duras. Depois vieram cada (...)

Salão Automóvel 2017. A opinião de quem esteve lá.

Decorreu de 21/11 a 26/11 a edição de 2017 Quem é apaixonado por automóveis, como eu, gosta sempre de aproveitar os (...)

E o novo Tesla Roadster é melhor do que um Bugatti?

Eu tenho que admitir que sou fã da Tesla. Aliás, acho que sou mais fã do Musk do que da Tesla. Já o disse várias ve(...)