Blog.

Diário de desenvolvimento de uma plataforma.

Pontos altos, marcos importantes e notas do desenvolvimento e promoção da NetCar.

Fomos experimentar a carrinha híbrida da Volkswagen. Quanto vale a Passat GTE?

Depois de ter experimentado a Mercedes C350 e o Mini Countryman Híbrido, pensei que a Passat já não me ia surpreender.

Volkswagen Passat GTE

Volkswagen Passat GTE

Falamos com a Rolporto, a nossa referência para a marca Volkswagen no norte do país. Trata-se de uma concessão do Porto, localizada na Zona Industrial e que pertence ao Grupo Soauto, o que acaba por ser importante para quem compra carro novo. Não pelo facto em si, mas porque a dimensão, a segurança e os recursos que são colocados à disposição de quem compra carro novo são difíceis de igualar. Na hora de comprar carro, tudo isto conta.

A Mercedes tinha mais potência e era uma Mercedes e o MINI tinha aquele feeling de Kart (apesar de ser o countryman). Então, o que esperar da Passat GTE?

Tive a Passat apenas 2 dias, por isso foi um teste mais curto…mas ainda assim elucidativo.
E a primeira ‘surpresa’ é: este é o único híbrido (destes 3) que cobre praticamente as minhas necessidades diárias de percurso e isso faz uma diferença enorme. São quase 50 Kms de autonomia (!!!) e, para mim, são suficientes. Cobrem o meu percurso normal diário, Casa-Escola-Escritório-Escola-Treino-Casa.
Isso significa que, potencialmente, são 5 dias a andar em eléctrico, sem uma gota de combustível. Uau!
E digo praticamente as minhas necessidades diárias, pois ainda existem ali 400-500 metros em que entra o motor a combustão, penso que pela inclinação do percurso.

Não tem a potência da Mercedes, mas não se notam os 6 CV que faltam relativamente ao MINI (no modo GTE). E, como híbrido, este é o melhor carro que experimentamos.

Sabíamos que iria ter mais autonomia eléctrica, mas tinha dúvidas que fosse suficiente. É! E com este aspecto, desaparece a ansiedade dos percursos e dos consumos. Isso faz toda a diferença. Parece até que o carro se torna mais agradável de conduzir. Não estamos sempre a controlar o pedal, a verificar os consumos e a ver se chegamos ao destino em eléctrico. Usufruímos do carro e do percurso habitual…mas em silêncio.

Como não tinha levado o carro à AE, este teste-drive estava destinado a cilindrar o dos ‘rivais’. Não podia facilitar tanto as coisas à Passat GTE e, por esse, motivo, no segundo dia, faço uma viagem um pouco mais rápida entre Casa-Escola-Escritório (com VRI e A28). Resultado? 1,9L/100 Kms.

Consumos Passat GTE - 1,9L / 100 Kms

Consumos Passat GTE – 1,9L / 100 Kms

A qualidade dos materiais é irrepreensível. Pelo menos em estado ‘novo’ (este carro tinha 1000 Kms), não há uma diferença de qualidade visível para a Mercedes. Conheço uma pessoa na Mercedes que costuma dizer: ‘Em novos, os carros bons parecem iguais aos excelentes…mas com o tempo as diferenças acentuam-se’. Eu concordo. Mas não tenho a certeza se o tempo marca mais este Volkswagen do que o Mercedes. Esta Passat é um carro Premium, sem chegar a ser…se é que me faço entender.
Vinha muito bem equipada e, apesar de termos achado o sistema do Mercedes ligeiramente mais apelativo e intuitivo, ficamos sem dúvidas relativamente à qualidade do sistema infotainment, que tinha características interessantes. Por exemplo, a minha filha em 2 minutos conseguiu descobrir que tinha ‘comando por gestos’. ‘Intuitivo’…diz ela.  [Como é que eles descobrem estas coisas assim?]

Tal como as outras opções, também a Passat GTE é comprada essencialmente por empresas por causa dos benefícios fiscais.

Em conclusão:

o Botão 'GTE' na Passat

o Botão ‘GTE’ na Passat

Se eu tivesse 30 anos, escolhia o MINI pois tem uma personalidade própria e mantém o espírito Go-Kart. Se a imagem do carro fosse importante e se procurasse um misto de condução desportiva então escolhia o Mercedes. Mas se eu procurasse um ‘all-around’ sem compromissos, uma carrinha, com espaço, bem construída, com imagem, uma autonomia top, e ainda os 218Cv do modo GTE, a escolha seria esta Volkswagen.

Outros artigos relacionados:

Veja o nosso teste à Mercedes-Benz C350e
Conheça aqui a nossa opinião acerca do MINI Híbrido.
Sabe quais são as vantagens fiscais associadas à compra de um híbrido ou eléctrico?

Comentários

  1. […] Veja quanto vale a Passat GTE […]

Posts recentes

Conduzimos o VW Arteon 2.0 TDI Biturbo

O Arteon é uma proposta bastante interessante que tenta “competir” num campeonato dominado pelo BMW Série (...)

Quanto a vale a Mercedes Classe X num segmento dominado pelas japonesas? Esqueçam as Pick-ups, agora chamam-se SUTs

Já não se vendem pick-up como vendiam. No início, eram apenas carros de trabalho, brutas e duras. Depois vieram cada (...)

Salão Automóvel 2017. A opinião de quem esteve lá.

Decorreu de 21/11 a 26/11 a edição de 2017 Quem é apaixonado por automóveis, como eu, gosta sempre de aproveitar os (...)

E o novo Tesla Roadster é melhor do que um Bugatti?

Eu tenho que admitir que sou fã da Tesla. Aliás, acho que sou mais fã do Musk do que da Tesla. Já o disse várias ve(...)